Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Pensar Alto...

A Pensar Alto...

11.09.21

Que mundo?

Vânia Pimenta
Mesmo para quem adora escrever, há dias e momentos em que só palavras não chegam... Que mundo? Ao que se chega...e ao que se ia chegar noutras zonas do planeta. Que o humano possa vir a ser verdadeiramente ser humano. Fingers crossed 🤞
11.09.21

"Celebrar a vida devia ter um peso semelhante ao de vivenciar a morte"

Vânia Pimenta
Estava a ver televisão e vi uma notícia já muito no final sobre a proposta de aumento dos dias de luto parental. Concordei, embora seja algo que nunca me tinha feito parar para pensar, felizmente por nunca ter precisado. Deve ser uma dor tão péssima que é inimaginável e que não sara em pouco tempo. De qualquer forma não dediquei muito tempo a pensar sobre isso, talvez por egoísmo e porque é algo que não quero imaginar... ninguém está pronto para isso, penso eu. No entanto, (...)
09.09.21

365 Histórias, o livro para os mais pequenos

Vânia Pimenta
Vagueava pelo mundo dos livros online, como sempre (risos), e não sei porquê, já que não estava a procurar nada relacionado, apareceu-me uma lista de livros à venda da qual fazia parte um livro que tinha desde muito pequenina e que é um dos culpados por gostar tanto de ler e escrever. Nunca mais me lembrei dele, ou da capa, e neste momento deve estar algures num baú da cave dos meus pais... Quando vi senti saudades e um sentimento reconfortante porque gostava mesmo muito. Muitas (...)
08.09.21

Adianta um grosso, sim!

Vânia Pimenta
  Como alguém que adora escrever não podia deixar de vir aqui 'mandar uns bitaites'. Depois de aguçar o lápis e reunir algumas ideias que me levaram a escrever este post, foi finalmente hora de dar corda aos vitorinos, me alapar e começar a escrever-vos sobre um dos meus temas favoritos: o meu e nosso Norte! Não sobre a região em si, propriamente dita, mas sobre algo que considero muito valioso e extremamente importante: a cultura, que passa pelas tradicionais e míticas (...)
07.09.21

Pense numa conquista desta semana! Não sabe? E num problema? Vários? Comigo também...

Vânia Pimenta
  O fim do Verão traz sempre o início do fim de um ciclo. À medida que se aproxima parece que traz também uma certa dualidade. Por um lado, querer aproveitar os últimos raios de sol com alegria ao máximo, por outro a pequena ansiedade e batimento cardíaco um pouco acelerado quanto ao que aí vem.  Se todos fossem como eu, o outono seria patrocinado por chás tranquilizantes e reconfortantes. O fim do verão traz alterações e/ou correções no plano de atuação da empresa, traz (...)
06.09.21

'Hey there Dellilah' see you in a few years

Vânia Pimenta
'Hey there, dellilah What's it like in New York city?' Sentei no sofá e com a TV ligada por mero acaso, no VH1, terminou uma música que não me lembro qual era e começou 'Hey there Dellilah' num tom calmo e bonito, e embora nunca me tenha marcado muito, ao escuta-la lembrei a adolescência. Escutei com tom de memória em jeito saudoso. Já foi há X anos? Divaguei...no início achei que não podia ser...há medida que a memória ia tomando espaço do consciente percebi que envelheci e (...)
05.09.21

Quem disse que é normal ser normal?

Vânia Pimenta
Haverá maior anormalidade do que ser normal? Adoro a forma como cada um é-se à sua maneira. Aquele exato momento em que estamos connosco e não há ninguém a ver, a analisar, não há ninguém a agradar ou comportamento politicamente mais correto. Por exemplo, aquele em todos já colocamos o dedo no nariz e 'escarafunchamos' até encontrar o que todos já encontramos. Aí sentimentos uma certa pressão no peito e ânsia de ver se alguém viu até voltamos a perceber que estamos (...)
25.11.20

Almeida Garrett: a casa feita cinza com futuro de museu

Vânia Pimenta
Nada melhor depois de um passeio de final de tarde, em pleno outono, do que aproveitar o sol das Virtudes, no Porto claro, e saborear uma boa bebida na melhor companhia.  Depois de uma tarde assim, subindo desde as virtudes deparei-me com uma casa devoluta e em muito mau estado. Não tinha nada que chamasse a atenção à vista, no entanto era um edíficio imponente e com algo que despertava a curiosidade: uma espécie de brasão enorme com umas letras que assim de longe não (...)
23.11.20

Ninguém se engana senão por ignorância

Vânia Pimenta
Como muitas pessoas confinada, decidi dar ouvidos à minha irmã e começar a ver Velvet. Uma série com poucos anos, mas que valeu a pena. Em suma, trata-se da história de um atelier de moda em Madrid, Las Galerias Velvet, e a trama passa pela história de amor travada de várias formas de Ana e Alberto, e muitos outros temas que não vêem agora ao caso. Num dos episódios, alguém com uma doença terminal, de acordo com a trama da altura, diz que "ninguém erra senão por (...)